sexta-feira, 3 de julho de 2020

Memória naval - Santa inconsciência

Mais um trabalho de compilação do nosso camarada Prof. João Freira. Para ler, como de costume, picar AQUI.

quinta-feira, 2 de julho de 2020

M U R O S
Andando pela Beira Baixa em mais caminhadas e voltando a sítios conhecidos há décadas mas há tempos não visitados dei comigo a pensar nos muros que vou encontrando, e quando a maioria deles terá sido construída.
Como bem dito por outrem, "vida é de facto muito feita de muros".
Os muros, no campo, cumprem uma função pura, dividem parcelas de terrenos, envolvem quintas, envolvem herdades. Demarcam.
Dividem território e, ao logo dos séculos, dividiram povos, pessoas, comunidades etc.
Nas organizações, nos países, nos partidos políticos, também se levantam muitos muros, como bem se nota neste tão martirizado  Portugal.
Exemplos de muros que bem conheço.
António Cabral
cAlmirante, reformado
(Chapéus há muitos - marrevoltado.blogspot.pt)

terça-feira, 30 de junho de 2020

NATUREZAS MORTAS
António Cabral
cAlmirante, reformado
(Chapéus há muitos - marrevoltado.blogspot.pt)

sexta-feira, 26 de junho de 2020

terça-feira, 23 de junho de 2020

S U B O R D I N A Ç Ã O
Subordinação - muito sinteticamente, é dependência.
Submissão - muito sinteticamente, é sujeição, é acto de se submeter.

Conforme vou vendo referências nos OCS a situações que me dispenso de adjectivar, como por exemplo, em relação ao antigo hospital militar que vem sendo submetido a obras e onde, aparentemente, irão ser colocados a breve trecho algumas pessoas doentes, sobre a situação do nosso HFAR acerca do qual foi havendo propaganda diversa, sobre o laboratório que se calhar pensavam deitar fora mas que afinal....., ou sobre certas condecorações, vou periodicamente visitando a nossa história recente, particularmente desde 1987.
Uma dos temas sempre defeituosamente tratados por políticos e sobretudo jornalistas, premeditadamente ou apenas por vergonhosa ignorância (vergonhosa, porque nunca a querem minimizar) é a defesa nacional (DN) como também a instituição militar (FA).
Para a esmagadora maioria dos ignorantes e de vários malfeitores que por aí se pavoneiam, DN = FA !!!!!

Partilho com os meus estimados amigos, camaradas, leitores, visitantes, a última parte da 1ª página da "Carta do CEMA", nº 5, de Março de 1998, assinada pelo CEMA, Alm Nuno Gonçalo Vieira Matias.

..........
Tem sido propalado, por alguns orgãos de comunicação social, o conceito da subordinação do chamado "poder militar" ao poder político.
Com a única intenção de contribuir, a nível interno, para alguma consonância na interpretação de tal expressão, entendi por bem tecer as seguintes considerações:
- O "poder militar", na acepção que habitualmente se lhe pretende dar nos meios de comunicação social, não existe. O que existe, isso sim, é uma componente militar do poder nacional, representada pelas suas Forças Armadas, essencial à defesa do País ou dos seus interesses vitais quando estes se encontrem ameaçados.
- No que respeita à subordinação do aparelho militar ao poder político, ela é inquestionável e constitui uma condição fundamental num Estado de direito democrático tal como, no nosso caso, está consagrado na Constituição.
....................
Claro, simples, inquestionável, mas continua a ver-se na sociedade, aqui e ali, que não percebem.. Melhor, querem lá saber.

António Cabral
cAlmirante, reformado
(Blogue Chapéus há muitos - marrevoltado.blogspot.pt)

sexta-feira, 19 de junho de 2020

Memória naval - Travessia laboriosa

Mais outra. Ler AQUI.
Almirante  NUNO  G.  VIEIRA  MATIAS
Há poucos dias o Senhor Almirante Vieira Matias partiu para a sua derradeira missão.
A minha muito curta e fria comunicação reflectiu de forma rigorosa o nó na garganta e o silêncio que de mim se apoderaram.
Um Senhor, com defeitos e qualidades como todos nós, mas com elevadas e notáveis qualidades, e com o seu exemplo de vida e de cidadania e de militar soube sempre mostrar o que podia e devia ser uma vida de português digno, com pensamento próprio, trabalhador, com exemplar dignidade e com elevadíssimo espírito de servir o seu País. 
Devo-lhe muito.

Alguns camaradas menos novos que eu entenderam em nome próprio e em nome de muitos mais realçar traços do Senhor Almirante Vieira Matias.
De entre os inúmeros aspectos que entenderam salientar, foi referida uma iniciativa concreta do então CEMA, as suas cartas, as Cartas do CEMA.
Nos meus arquivos em papel e em digital guardo muita coisa, há anos.
Deixo-vos aqui a primeira dessas cartas.
Nela, o então Almirante CEMA, dirigiu-se a todo o pessoal da Marinha, elucidando os seus propósitos com aquela forma de comunicação interna, salientando que ela não se substituia a outras formas institucionais.
Nessa carta, logo nas primeiras linhas e dentro do seu estilo de pensamento e acção, entre muitos aspectos abordados, o Alm Vieira Matias precisou a questão da reestruturação da Marinha, salientando os estudos nessa matéria, e referindo que "não podia garantir a evolução da Marinha para o modelo preconizado". Mas deixava clara a concepção do Plano de Forças desejável para o futuro.
A isto eu chamo, por exemplo, trabalho honesto e isento, honestidade intelectual.
Descanse em Paz senhor Almirante.
António Cabral
cAlmirante, reformado
(Chapéus há muitos. - marrevoltado.blogspot.pt)
Esta primeira carta tem ainda em anexo 4 páginas sobre os diversos aspectos da reestruturação da Marinha então preconizada

segunda-feira, 15 de junho de 2020

Memórias navais - A perda da Faro no Alvor

Mais outra, esta de um triste naufrágio. Ler AQUI.

sábado, 13 de junho de 2020

FALECEU, meu PROFESSOR, meu AMIGO
Faleceu o Senhor, sim, o Senhor Almirante Vieira Matias.
Com defeitos e qualidades como todos nós. 
Devo-lhe muito. 
Muito me ensinou quanto a posturas na vida, e na carreira. 
Um dos que tinha coluna vertebral.
Descanse em Paz.
António Cabral
cAlmirante, reformado
(Chapéus há muitos. - marrevoltado.blogspot.pt)

sexta-feira, 12 de junho de 2020

RELÓGIO  de  SOL
António Cabral
cAlmirante, reformado
(Chapéus há muitos  -  marrevoltado.blogspot.pt )

Memórias navais - Dois belos trechos

Outra memória naval, como de costume compilada pelo nosso camarada João Freire. AQUI.

segunda-feira, 8 de junho de 2020

Memórias navais - O paquete Portugal

Renovação da frota comercial no século passado. AQUI

domingo, 7 de junho de 2020

POR AÍ,  DESCONFINADO
António Cabral
cAlmirante, reformado
(Chapéus há muitos - marrevoltado.blogspot.pt)

sexta-feira, 5 de junho de 2020

Memórias navais - Efeitos do balanço

Neste caso, excessivos.

terça-feira, 2 de junho de 2020

Memórias navais - Um herói em Itaparica

Esta ocorrida no Brasil. Ler AQUI.

sexta-feira, 29 de maio de 2020

Memóras navais - O Arsenal de Marinha

Mais outra memória naval, esta sobre o antigo Arsenal de Marinha em Lisboa.
Para ler, como de costume, carregar AQUI.

sexta-feira, 22 de maio de 2020

Memórias navais - Os Fuzos em Angola

Mais outra, compilada pelo João Freire, da autoria do nosso saudoso camarada Manuel Pinto Machado.
Para aceder, picar AQUI.

terça-feira, 19 de maio de 2020

AINDA  SÓ  PASSARAM  47  ANOS
Hoje, 19 de Maio, pelas 2340 horas, fará 47 anos que, quando o  navio em que eu prestava serviço durante a guerra em África navegava em ocultação total de luzes e em postos de combate/bordadas, fui/ fomos atacámos por bombordo no rio Cacheu, na Guiné, hoje Guiné-Bissau, numa zona mais acima da base dos fuzileiros, Ganturé. 
47 !!!!!!!
António Cabral
cAlmirante
(Chapéus há muitos - marrevoltado.blogspot.pt)

sexta-feira, 15 de maio de 2020

Memória naval - Helicópteros embarcados

Mais outra. Esta sobre helicópteros.

terça-feira, 12 de maio de 2020

O FIM do UNIFORME de CADETE
"A Revista da Armada agora recebida traz um artigo sobre o novo Regulamento de Uniformes dos Militares da Marinha. Fazer alterações ao RUMM sempre foi um bico de obra, por mínimas que fossem. Esta parece ser uma grande revisão, e um detalhe que saltou à vista foi: Os cadetes da Escola Naval passam a usar os uniformes "3A" e "3B" com o mesmo corte e da mesma forma que a categoria de Oficial. Parece claro, acabou o uniforme de cadete! Porquê? Qual era o inconveniente? Incomodava quem? Neste desgraçado país as tradições acabam sempre por causa de alguns iluminados que pretendem ser modernos. O uniforme de cadete é bonito , tradicional e característico de uma Escola. Por isso se acaba.
P.S. Face a isto faz algum sentido ter um contingente de Fuzileiros com uniformes do século XVIII ?

O texto supra é da autoria do VAlmirante Nuno F. Barbosa e é retirado com a devida vénia do blogue que é casa do curso a que ele pertence - “Água aberta.....no oceano”.
Manifesto a minha concordância atrevendo-me a sublinhar a amarelo partes desse texto porque, de facto, parece-me que alguma coisa não faz qualquer sentido. É como estamos.
António Cabral
CAlmirante, reformado
(Chapéus há muitos - marrevoltado.blogspot.pt)

segunda-feira, 11 de maio de 2020

CMG EMQ (Ref) António João George de Lacerda Nobre

Transcreve-se da "A voz da Abita":

"Estimados Camaradas,
É com profundo pesar que dou a conhecer o falecimento, hoje dia 10 de Maio de 2020, do nosso Camarada e Amigo Capitão-de-Mar-e-Guerra Engenheiro Maquinista Naval Ref António J. George de Lacerda Nobre.
Não tendo de momento mais informações, presto homenagem à sua memória e apresento os meus sentimentos de tristeza à sua Família e a todos os seus muitos Amigos e Camaradas e em particular aos do Curso "Nuno Tristão" ao qual ele pertencia.
JM Botelho Leal
--A Voz da Abita (avozdaabita@gmail.com)."

"O Navio... desarmado" apresenta sentidas condolências à sua Família e a todos os seus amigos e camaradas.

sábado, 9 de maio de 2020

Falecimento - CMG AN (REF) Fernando de Almeida Cavaco



Fomos há pouco confrontados com a tão inesperada como brutal notícia difundida pelo blogue "Água aberta...", do falecimento do nosso camarada Almeida Cavaco.
Mais uma grande perda, como Camarada, como Amigo.
A sua Mulher, Odete Cavaco e a sua Filha Gabriela Cavaco, aos seus camaradas do curso "Oliveira e Carmo" e aos seus Amigos, o "Navio ... desarmado" apresenta sentidas condolências.
D.E.P.

sexta-feira, 8 de maio de 2020

Outra memória: Relatório de viagem

Mais outra divulgação pelo nosso camarada Prof. João Freire.
Quem a quiser ler, basta que pique AQUI.

segunda-feira, 4 de maio de 2020

A PROPÓSITO das FORÇAS ARMADAS

Em 16 de Outubro de 2018 coloquei um post na sequência da tomada de posse do actualmente designado Ministro da Defesa Nacional.

Nele fiz referências a alguns aspectos publicados em OCS que, respeitando naturalmente essas afirmações, a mim me pareceram quase de anedotário piroso. Por exemplo, a tal história Dr e diplomata quando, penso não estar errado, o senhor não é diplomata de carreira, o que não é desonroso pelo contrário, apenas  elucida melhor a sua carreira.
Nesse texto de opinião interrogava-me sobre a sorte das FA em 40 anos ou pouco mais terem sido sempre tutelados por Drs, sobre o que transparecia de discursos e portanto mais uma vez parecendo - agora é que vai ser, tudo resolvido !! Tancos, orçamento, apetrechamento, hospital das FA, recrutamento, vencimentos, LPM.
Depois, atrevi-me até a deixar a sugestão para que Drs e jornalistas lessem com atenção a CRP, as leis todas enformando a instituição militar e os militares, e percebessem de uma vez por todas o que é a condição militar, e que os militares  são servidores do Estado  e não funcionários públicos. 
Tenho andado a ver das evoluções dos diferentes assuntos que citei/ cito.
Estou esclarecido.
Acrescento, parece que com a aflição do presente, repito PARECE, que as luminárias se terão apercebido que seria recomendável não dar cabo de mais estruturas e infra-estruturas militares. PARECE.
António Cabral
cAlmirante, reformado
(chapéus há muitos - marrevoltado.blogspot.pt)

quinta-feira, 30 de abril de 2020

Falecimento - Alm. João Rodrigues Cancela


Pel´"A VOZ DA ABITA" chegou-nos a triste notícia do falecimento, hoje de manhã, no Hospital da Luz,do nosso camarada Almirante João Rodrigues Cancela,onde se encontrava internado desde o passado Sábado.
A sua Família e aos seus Amigos e Camaradas do Curso "D. Manuel I", as nossas profundas condolências.